sexta-feira, 28 de novembro de 2014

'Roda de Capoeira' recebe título de Patrimônio Imaterial da Humanidade

Inscrição foi aprovada na sede da Unesco, em Paris, nesta quarta (26).  Prática cultural nasceu no século XVII e simboliza identidade brasileira.

Capoeira é uma das principais demonstrações culturais da Bahia (Foto: Divulgação/Edgar de Souza)

A manifestação afro-brasileira conhecida como "Roda de Capoeira" recebeu na manhã desta quarta-feira (26), por meio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. 
Considerada internacionalmente como uma prática cultural multifacetada e multidimensional - que se manifesta como luta, dança, esporte e arte -, a "Roda de Capoeira" teve a inscrição para recebimento do título aprovada durante a 9ª Sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda, que é realizada na sede da Unesco, em Paris. O evento começou na quarta-feira (24) e chega ao fim na sexta (28).
Com o recebimento do título, a "Roda de Capoeira" se junta ao Samba de Roda do Recôncavo Baiano (BA), à Arte Kusiwa- Pintura Corporal (AP), ao Frevo (PE), e ao Círio de Nazaré (PA), já reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade no Brasil.
Em nota, a presidente do Iphan, Jurema Machado, disse que a aprovação da inscrição irá  promover o aumento da visibilidade da Roda de Capoeira e de outros bens culturais relacionados aos movimentos de luta contra a opressão, sobretudo àqueles pertencentes às comunidades afrodescendentes. "A roda de capoeira expressa a história de resistência negra no Brasil, durante e após a escravidão. Seu reconhecimento como patrimônio demarca a conscientização sobre o valor da herança cultural africana, que, no passado, foi reprimida e discriminada", disse Jurema Machado.Acompanharam o evento, a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Jurema Machado; a Diretora do Departamento de Patrimônio Imaterial (DPI-Iphan), Célia Corsino; além de capoeiristas brasileiros como os mestres Cobra Mansa, Pirta, Peter, Paulão Kikongo, Sabiá e a Mestra Janja.
Roda de Capoeira
Originada no século XVII, em pleno período escravista, a "Roda de Capoeira" desenvolveu-se como forma de sociabilidade e solidariedade entre os africanos escravizados, estratégia para lidarem com o controle e a violência. De acordo com o Iphan, a prática cultural é um dos maiores símbolos da identidade brasileira e está presente em todo território nacional, sendo praticada em mais de 160 países, em todos os continentes.

A Roda de Capoeira e o Ofício dos Mestres de Capoeira foram reconhecidos como patrimônio cultural brasileiro pelo Iphan em 2008, e estão inscritos no Livro de Registro das Formas de Expressão e no Livro de Registro dos Saberes, respectivamente.
FONTE:http://g1.globo.com/bahia/noticia/2014/11/roda-de-capoeira-recebe-titulo-de-patrimonio-imaterial-da-humanidade.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Audiências sobre a BNCC do Ensino Médio

O Conselho Nacional de Educação (CNE) realizará audiências públicas sobre a parte do Ensino Médio da BNCC, a exemplo do que aconteceu no ...